in

Design de Chinelos: escolha e necessidade

escolher chinelo
Design chinelo

A princípio, quando pensamos em design, a primeira coisa que vem à nossa mente são peças elaboradas, cheias de desenhos, cores formas e tudo o mais que se tem direito.

Mas, veja bem, não é por aí, pois o design de um calçado pode assumir diversas formas e estilos, e isso depende inteiramente da necessidade do seu cliente.

Isto é, existem pessoas que dependem da funcionalidade, ao passo que outras estão interessadas na beleza da peça.

Vamos a um exemplo.

Só para ilustrar, imagine duas pessoas completamente diferentes. O primeiro, que vamos chamar de Pedro, mora no interior e é caseiro em um sítio. Trabalha administrando e coordenando a manutenção das terras.

Assim, a necessidade de Pedro é de um chinelo confortável, durável, forte e resistente. Pouco importa para ele a cor ou estampa da peça, logo, o design que chamará sua atenção será simples, minimalista.

Por outro lado, Daniela mora na praia e é dona de uma loja de artigos para surf. Ela fica de pé a maior parte do dia, por isso o conforto é essencial, assim como para Pedro.

Contudo, ela trabalha diretamente com a moda e, assim, deve estar de acordo com as tendências para chamar a atenção de clientes. Dessa forma, cores, estampas e adornos se tornam indispensáveis para compor o look de trabalho dela.

Dessa forma, entende como, para o cliente, a escolha do design está intimamente relacionada com suas necessidades pessoais para aquela peça?

Conheça seus clientes

Em primeiro lugar, você deve estar atento ao perfil de todos os seus clientes, de modo que possa oferecer aquilo que eles precisam, sem que tenham que procurar muito.

Isto é, se a maior parte do seu público é composto de “Pedros”, não adianta você investir em designs elaborados e cheios de pedrarias e penduricalhos, não é?

Por outro lado, se você costuma lida com mulheres jovens, ligadas à moda e estilo, chinelos no estilo minimalista não farão sucesso também.

Ou ainda, se o seu principal público é infantil, do que adianta você vender chinelos pensados e elaborados para “Pedros” e “Danielas”, se o que conta são as estampas de bichinhos e desenhos animados e as cores chamativas?

Por isso, saiba para quem você vende e suas necessidades.

Diversidade

De fato, existem profissionais que tem o privilégio (e responsabilidade) de lidar com uma gama impressionante de clientes diferentes.

Desde trabalhadores braçais até noivas que se casarão na praia buscam peças ali, o que significa que, se você é um desses profissionais, deve estar preparado para atender a pedidos bastante contrastantes.

Por isso, seja versátil. Mantenha-se atualizado sobre as maneiras de executar trabalhos fora da usa zona de conforto.

Afinal, você sabe estampar um chinelo? Sabe as diferentes formas de fazer isso? Já escolheu a sua preferida? E quanto a pedrarias, sabe aplica-las?

Ou então, sabe fazer uma peça simples, reforçada, resistente, versátil e confortável? Você deve estar preparado para tudo, para que não haja barreira alguma para o sucesso do seu trabalho.

Não seja mais do mesmo

Por fim, certifique-se também de manter a originalidade do seu trabalho. Claro que existem as receitas infalíveis, mas uma peça bonita e autêntica sempre chama mais a atenção.

Principalmente daqueles para quem a autenticidade é o fator decisivo na hora de escolher entre o vendedor X e o Y.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Muay Thai Crescendo

Muay Thai – crescimento vertiginoso